Getúlio Neves

3º ocupante

Getúlio Marcos Pereira Neves nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 21 de agosto de 1964. Fez seus estudos primário e secundário em Colatina, ES. Bacharelou-se em Direito pela UFES em 1989, depois de cursar três anos de Engenharia Metalúrgica na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Foi servidor do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, exercendo várias funções, inclusive a de assessor jurídico da vice-presidência do órgão. Ingressou na magistratura de carreira do Espírito Santo em 1994, tendo judicado nas comarcas de Jerônimo Monteiro e na Capital, nos foros da Serra, Vila Velha e Vitória. Em 1997 transferiu-se para Lisboa, Portugal, onde cursou mestrado na Universidade de Lisboa, obtendo em 2002 o grau de mestre em Ciências Jurídico-Criminais. Lecionou na cadeira de Instituições de Direito Público na Faculdade de Ciências Econômicas de Colatina, ES e militou na Justiça Desportiva da Federação de Futebol do Espírito Santo como procurador de Justiça Desportiva, auditor de comissão disciplinar e auditor do Tribunal de Justiça Desportiva. Músico, integrou a Banda Urublues, de Vitória, ES, como guitarrista, tendo participado da gravação de dois CDs que contam com composições suas. Desde 1997 é sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, que preside desde 2008. Desde 2003 é juiz de direito titular da Vara da Auditoria de Justiça Militar do Espírito Santo e integra a diretoria da Associação dos Magistrados das Justiças Militares Estaduais. É sócio correspondente brasileiro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e dos Institutos Históricos e Geográficos de Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia. Tomou posse na Academia Espírito-santense de Letras aos 19 de setembro de 2005 e integra, ainda, as Academias de Letras Humberto de Campos, de Vila Velha, de Letras e Artes da Serra e Mateense de Letras, de São Mateus. É membro do PEN Clube do Brasil. Tem publicados: Notícia do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (Vitória, IHGES, 2003); Espírito Santo: Estudos jurídicos (Vitória, s.n., 2005); Blues, sonetos e canções (Vitória, s.n., 2005); História militar e apontamentos para uma história militar do Espírito Santo (Vitória, s.n., 2005); Discursos acadêmicos: Cadeira 33. Sucessão de Renato José Costa Pacheco (discurso, Vitória, AEL, 2006); Estudos de cultura espírito-santense (Vitória, IHGES/AEL, 2006); Textos de história militar do Espírito Santo (compilação, Vitória, IHGES, 2008); O jurista Afonso Cláudio de Freitas Roza (discurso, Vitória, IHGES/AEL, 2009); Documentos da Academia (org., Vitória, AEL, 2009); Para que tantas tradições não passem quase obscuramente: Reflexões sobre o IHGES (Vitória, IHGES, 2014); Memória repartida (romance, Vitória, IHGES, 2014; Lisboa, Chiado, 2016); Presença indígena no Estado do Espírito Santo (org., Vitória, IHGES, 2016); Périplo a norte de tudo (poemas. Lisboa, Chiado, 2017); Manhosa escrita - Miguel Depes Tallon: vida e obra (org., Vitória, PMV/AEL, 2017); Breves notas quase-literárias (Vitória, IHGES, 2019). Na série Memórias da ilha de Vitória, do IHGES: “Fonte para a História do Convento da Penha e de seu Fundador, Frei Pedro Palácios”, in Memórias da ilha de Vitória, nº 2, Vitória, IHGES, 2002; “Documentos referentes à recriação da Ouvidoria do Espírito Santo em 1732” in Memórias da ilha de Vitória, nº 4, Vitória, IHGES, 2003; “Peroás e Caramurus” in Memórias da ilha de Vitória, nº 5, Vitória, IHGES, 2004. Tem artigos publicados em revistas especializadas nas áreas de Direito Constitucional e Eleitoral, Penal e Militar, Sociologia e Antropologia Jurídica e História do Espírito Santo. Mantém na internet um blog destinado a veicular seus escritos, no endereço www.gtneves.blogspot.com.

Esta página está em construção, constando dela
apenas o acadêmico atual. Continuamos trabalhando
para que em breve todo o seu conteúdo esteja
disponível. Continue acessando.

Voltar

Índice de patronos e acadêmicos