Matusalém Dias de Moura

3º ocupante

Nasceu em 05 de junho de 1959, em Irupi, Iúna, ES. É advogado e procurador da Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Como político, foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Iúna, onde exerceu as funções de líder da oposição e presidente da Comissão de Constituição e Justiça, tendo sido, também, relator geral da primeira Lei Orgânica do Município de Iúna. No serviço público, foi assessor jurídico dos municípios de Ibatiba, ES e Lajinha, MG; escrivão judiciário da Quarta Vara Criminal de Cariacica, ES e secretário particular da Presidência da Assembleia Legislativa na gestão do então deputado Vicente Silveira. Em 2000, recebeu da Câmara Municipal de Vitória o título de “Cidadão Vitoriense”. Poeta, cronista, contista, ensaísta, com trabalhos publicados em vários jornais e revistas. Publicou os seguintes livros: Menino de Cachoeirinha, 1993; Varal partido, 1998; 17 Poemas da infância, 1999; Vento rasteiro, 1999; O silêncio dos sinos, 2000, e Poemas do Caparaó, 2000. Participou de várias antologias, dentre as quais merecem destaque: A Poesia Espírito-santense no século XX, organizada por Assis Brasil e publicada pela Editora Imago, RJ; Escritos entre dois séculos e Alguns de nós, ambas organizadas pelo escritor Miguel Marvilla e publicadas pela Editora Flor e Cultura. É membro da Academia Iunense de Letras (cadeira 26) e do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo. Como membro correspondente, pertence, dentre outras, à Academia Mineira de Letras; Academia Cachoeirense de Letras; Academia Pindamonhagabense de Letras e à União Brasileira de Escritores, do Rio de Janeiro. Participante de vários concursos literários, obteve os seguintes prêmios: 1º Lugar no II Concurso Papiros de Poesias e Crônicas, promovido pelo jornal cultural Papiros, de Santos, SP, na categoria crônica, em 2002; 1º lugar no I Prêmio Literário A Gazeta, de Campo Bom, RS, na categoria crônica, em 2004; 1º lugar no IX Concurso Internacional de Poesias, Contos e Crônicas, promovido pela Associação Artística e Literária A PALAVRA DO SÉCULO XXI, de Cruz Alta , RS, na categoria crônica, em 2003; 1º lugar no 7º Prêmio  Missões, promovido pelo jornal Igaçaba, de Roque Gonzales, RS, na categoria crônica, em 2004; 1º lugar no 6º Concurso Literário Modesto de Abreu, promovido pela Academia de Letras do Estado do Rio de Janeiro, na categoria crônica, em 2004; 1º lugar no II Concurso Literário Luciana Barbosa Nobre, promovido pela Academia de Letras do Estado do Rio de Janeiro, na categoria crônica, em 2004; 1º lugar no X Concurso Internacional de Poesias, Contos e Crônicas, promovido pela Associação Artística e Literária A PALAVRA DO SÉCULO XXI, de Cruz Alta , RS, na categoria crônica, em 2004; 1º lugar no II Prêmio Literário A Gazeta, de Campo Bom, RS, na categoria poesia; em 2º lugar no 1º Prêmio ARTEZ de Literatura, SP, na categoria crônica, 2003; 2º lugar no 8º Concurso Literário Prêmio Missões, promovido pelo jornal Igaçaba, de Roque Gonzales, RS, na  categoria crônica, em 2005; 2º lugar no Concurso Literário do ELOS CLUBE INTERNACIONAL DA COMUNIDADE  LUSÍADA, de Santos, SP, na  categoria crônica, em 2003; 3º lugar no 5º Concurso Nacional de Contos e Poesias “Poeta Nuno Álvaro Pereira”, promovido pela  Editora Valença S.A, do Rio de Janeiro, RJ, na categoria poesia, em 2001; 3º lugar no 5º Concurso Artístico e Literário “Prêmio Missões”, promovido pelo jornal Igaçaba, de Roque Gonzales, RS, categoria haicai, em 2000; 3º lugar no IX Concurso Internacional Literário de outono, promovido por Edição Energia Latente, de São Paulo, SP, categoria crônica, em 2002; 3º lugar no Prêmio ARTEZ, de São Paulo, SP, na categoria crônica, em 2003; 3º lugar no 13º Concurso Literário ASAS, de São Luiz Gonzaga, RS, categoria crônica, em 2003; 3º lugar no Prêmio Literário “Paul Harris”, promovido pelo ROTARY CLUB DE FARO, Portugal, em 2003; 3º lugar no VII Concurso Nacional de Contos, Crônicas e Trovas, promovido pela Academia Pontagrossense de Letras, Ponta Grossa, PR, na categoria crônica, em 2005. Foi, ainda, vencedor do Concurso Externo de Poesias “Alaíde Lisboa de Oliveira”, promovido pela Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, na categoria haicai, em 2002, e do Concurso “Cidade de Maringá”, promovido pela Academia de Letras de Maringá, PR, na categoria crônica, em 2002. Em 2001, recebeu o Diploma de Alto Mérito Cultural da União Brasileira de Escritores, do Rio de Janeiro. Publicou, ainda: Crônicas da montanha e do mar, Prêmio Rubem Braga da UBE, 2006; Minha mãe lavadeira, 2008; Água de nascente, 2009; Flagrantes da rua, 2009; História da criação e da instalação da Biblioteca de Iúna, 2010: Alguma coisa da memória, 2011; Os olhos de Lúcia, 2011; Carta a um lavrador, 2011, Grãos de terra, 2013; Cantigas de fim de tarde, 2013; A lua na serra (haikais), 2013; Chuviscos na vidraça, 2013.

Esta página está em construção, constando dela
apenas o acadêmico atual. Continuamos trabalhando
para que em breve todo o seu conteúdo esteja
disponível. Continue acessando.

Voltar

Índice de patronos e acadêmicos