Anaximandro Amorim

3º ocupante

Anaximandro Oliveira Santos Amorim nasceu em Vila Velha, ES, em 14 de dezembro de 1978. Advogado, bacharel em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), pós-graduado em Direito Processual Civil pela Estácio de Sá. Licenciado em Letras Português-Francês pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). É membro-fundador da Academia Jovem Espírito-santense de Letras desde 23/06/2001, ocupando a cadeira nº 03, cujo patrono é Atílio Vivacqua. Membro correspondente da Academia Cachoeirense de Letras (ACL) e da Academia de Letras e Artes da Serra (ALEAS). Membro da Associação de Professores de Francês do Estado do Espírito Santo. Foi apresentador do programa “Jovens Escritores”, no canal a cabo DTV, primeiro programa local dedicado à literatura capixaba. Membro da Academia de Letras de Vila Velha (cadeira 12, patrono José de Alencar) e do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo. Comendador com as comendas “Rubem Braga” (Assembleia Legislativa do Espírito Santo, 2015); “Renato Pacheco” (Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, 2019); “Kosciusko Barbosa Leão” (Academia Espírito-santense de Letras, 2019). Tem as seguintes participações em publicações esparsas, dentre outras: participação no Mutirão de poesia, edição 1997 (Porto Alegre/RS - SSR Editor, com menção honrosa); participação na 1ª Antologia da Academia Jovem Espírito-santense de Letras (2002); participação no livro Artes e letras capixabas, (org. de Maria das Graças Silva Neves, 2003); participação na antologia Tempo das águas, (organizada por Maria Lúcia Grossi Zunti - AFESL - Projeto Águas do Rio Doce, 2008); verbete no Dicionário de escritores e escritoras do Espírito Santo (org. por Francisco Aurelio Ribeiro e Thelma Maria Azevedo - Academia Espírito-santense de Letras, 2008); participação no Catálogo 2009, Letras capixabas em arte (org. de Maria das Graças Silva Neves); participação na antologia Na livraria – diversa caligrafia (org. de Pedro J. Nunes e Caco Appel, Formar/Cultural & Edições Tertúlia, 2015). Teve ainda participação nas publicações Escritos de Vitória, Revista da Academia Espírito-santense de Letras, Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, Revista Fernão (Neples/UFES, nº1) e Revista do Seminário Bravos Companheiros e Fantasmas (Neples/UFES, nº 8); além de ter prefaciado diversos livros. Escreveu: Brasil de ontem, hoje e sempre (poemas, 1994); Asas de cera (infantojuvenil, 1995); Concupiscência (romance, 2003); A história de um sobrevivente (memórias, 2010); O livro dos poemas (poesia, em 2013); A máquina do tempo e outras histórias (contos e crônicas, em 2014, Editora Pedregulho); A vida depois da luz (memórias, em 2015, Editora Leya); O breviário do silêncio, (poemas, em 2018, Editora Cousa); e A obscuridade (romance, em 2018, Editora AGBook).

Esta página está em construção, constando dela
apenas o acadêmico atual. Continuamos trabalhando
para que em breve todo o seu conteúdo esteja
disponível. Continue acessando.

Voltar

Índice de patronos e acadêmicos